Entrevista com…

Thiago Floriani

O blog traz mais uma entrevista, dessa vez com o fotógrafo Thiago Floriani. Ele conta que começou a se interessar pela fotografia quando associou a profissão com um estilo de vida que procurava, ou seja, como algo que fizesse viver com mais intensidade e paixão, pois sua intenção era desenvolver um trabalho que não consumisse suas energias, mas que pudesse gerar ainda mais. Thiago afirma também que, durante um período em que ficou inerte do trabalho com a fotografia, apareceu o seu maior incentivo, sua esposa, que ele descreve como sendo o catalizador de todas as coisas boas em sua vida.

Abaixo você confere a entrevista com o fotógrafo:

1. Quando começou a fotografar?
Thiago Floriani: Em 2006 fiz um curso. Mas as atividades com fotografia iniciaram em 2009.

2. Defina a fotografia em sua vida?
T.F: A fotografia tem ganhado espaço em minha vida. Cada vez mais ela se torna a minha voz e a melhor forma de expressar minhas idéias. Ela faz minha vida ganhar significado e emoção. Com ela penso que estou conseguindo me aperfeiçoar, não só na técnica em si, mas em todos os sentidos

3. O que você mais gosta de fotografar?
T.F: Pessoas nos mais diversos contextos

4. Você já frequentou algum curso para ter uma noção básica antes de começar a fotografar? (Se sim, quais? Se não, por quê?)
T.F: Sim. Curso no SENAC.

5. Qual fotógrafo famoso você se inspira?
T.F: Henri Cartier-Bresson, Ansel Adams….

6. Ocorreu uma explosão de novos fotógrafos nos últimos 2 anos, na sua opinião, qual fator foi determinante para isso?
T.F: Falando da fotografia social, acho que o fator tecnologia é o principal. Mais precisamente na maior facilidade de acesso a essa tecnologia digital e divulgação do trabalho pelas redes sociais.

Junte a isso a mudança de percepção do perfil profissional fotógrafo, não sendo mais apenas um “técnico”, mas alguém que pode se tornar um “artista” reconhecido, portanto, muito mais valorizado que antigamente.

Enfim, a possibilidade de rapidamente ter uma ocupação que pode se tornar suficientemente remunerada tem atraído muitas pessoas. Ou seja, “viver de fotografia” tornou-se algo interessante, legal, divertido. Há um certo romantismo nisso. Mas assim como em outras profissões, o fotógrafo sobrevive de muito trabalho.

7. Hoje muitos compram uma câmera e sem experiência e se auto denominam “fotógrafos”, qual a sua opinião sobre esse fato?
T.F: O fato é que o fotógrafo não tem formação “oficial”. Por mais que já existam cursos superiores de fotografia, não existe restrição ou regulamentação para atuar no mercado. Quem quiser se tornar um fotógrafo vai ter que se lançar no mercado mesmo sem experiência, assim como em todas as outras profissões. Porém, só o tempo dará a experiência necessária para torná-los bons e respeitados profissionais. Não há como não ser dessa forma.

8. Em sua opinião, qual a maior dificuldade e o maior prazer em atuar nessa área?
T.F: A maior dificuldade é o acesso a equipamentos aqui no Brasil. Os fotógrafos muitas vezes possuem grande valor investido em equipamentos e estes sofrem forte depreciação ao longo do tempo, o que necessita renovar sempre, e os preços são altos por aqui.

O maior prazer é gerar felicidade para as pessoas e sentir-se como um convidado nos melhores momentos da vida delas.

9. O que você procura transmitir em suas fotos?
T.F: Coisas que procuro para minha vida: simplicidade, harmonia e equilíbrio.

10. Qual é seu equipamento fotográfico?
T.F: Câmeras: Canon 50D e Canon 7D | Objetivas: Canon 28mm f1.8 e Canon 85mm f1.8 | Acessórios: LED, flash e caixa estanque para fotos aquáticas

11. Tem alguma foto preferida?
T.F: Difícil dizer. Tenho carinho por todas elas mas tenho preferidas em cada trabalho realizado.

Veja agora alguns de seus trabalhos:

Confira mais sobre seus trabalhos no site ou no facebook.

Gisely Fernandes

Anúncios

5 pensamentos sobre “Entrevista com…

  1. O trabalho do Thiago é simplesmente maravilhoso. Vale a pena conhecer! Nunca vi alguém que conseguisse transmitir tanta delicadeza, sutilidade e beleza! Qualquer um pode tornar-se fotógrafo sim, mas quando se tem talento e sensibilidade como ele, torna-se artista e emociona muito gente! Parabéns meu querido amigo!
    Abraço de quem muito te admira!

  2. Parabens pela sua entrevista, tuas palavras demonstrou todo amor que tens por esta arte, A ARTE DE FOTOGRAFAR, que para mim tem que ter dom e ser um verdadeiro artista. Para isto tem que ter sensibilidade. Parabens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s